Blackmagic marca presença em Sundance

No último dia 25 a Blackmagic Design anunciou que mais de 45 filmes e séries no Festival de Sundance 2017 utilizaram suas câmeras digitais, correção de cor, edição ou finalização pelo DaVinci Resolve, Fusion Studio para VFX ou motion graphics, entre outros produtos da empresa.

Rise/Divulgação

Alguns dos principais filmes foram gravados e finalizados usando os produtos da empresa, entre eles estão: “Carpinteros (Woodpeckers)” que foi gravado com uma URSA Mini 4.6K, “Colossal” que utilizou o Fusion Studio para a parte de VFX e outros filmes como “A Ghost Story“, “The Big Sick“, “The Discovery“, “The Hero” e “Rebel in the Rye” que tiveram suas correções de cores feitas no DaVinci Resolve.

Números Crescentes

Ano passado a empresa já havia divulgado sua participação em mais de 35 filmes presentes no Festival de Sundance, este ano ela atinge a marca de mais de 45, o que mostra sua força como uma ótima opção que engloba preço e qualidade para gravação, edição e pós-produção entre os cineastas independentes.

Gente-fied de Marvin Lemus/Divulgação

Depois da enxurrada de modelos de câmeras apresentadas na NAB 2015, a Blackmagic passou 2016 aperfeiçoando alguns de seus produtos, como o DaVinci Resolve, que agora também é uma ferramenta de edição, foram várias atualizações, mas sem o lançamento de novas câmeras nos últimos tempos.

A calmaria até faz sentido levando em consideração que seus modelos de 2015 ainda apresentam ótimas configurações até hoje, mas fica a curiosidade de saber qual será o foco da empresa para a NAB deste ano e se ela trará algo arrebatador como ocorreu há dois anos atrás.

Produções que utilizaram o DaVinci Resolve e DaVinci Resolve Studio:
  • “500 Years” pelo colorista Ken Sirulnick da Glue Editing & Design;
  • “Beach Rats” pelo colorista Nat Jencks;
  • “Before I Fall” pelo colorista Alex Bickel da Color Collective na Technicolor PostWorks;
  • “The Big Sick” pelo colorista Alex Bickel da Color Collective na Technicolor PostWorks;
  • “Carpinteros (Woodpeckers)” pelo colorista Hernán Herrera;
  • “Dayveon” pelo colorista Mike Howell da Color Collective;
  • “The Discovery” pelo colorista Alex Bickel da Color Collective na Technicolor PostWorks;
  • “Family Life” pelo colorista Daniel Dávila of Kine Imágenes;
  • “Free and Easy” pelo colorista Wentao Li da Homeboy Digital Film Laboratory;
  • “Gente-fied” pelo colorista Gonzalo Digenio;
  • “A Ghost Story” pelo colorista Joe Malina;
  • “Golden Exits” pelo colorista Jason Crump da Metropolis Post;
  • “The Hero” pelo colorista Mike Howell da Color Collective;
  • “I Don’t Feel At Home In This World Anymore” pelo colorista Andrew Francis da Sixteen19;
  • “ICARUS” pelo colorista Luke Cahill da Different by Design;
  • “The Incredible Jessica James” pelo colorista Mike Howell da Color Collective;
  • “Joshua: Teenager vs. Superpower” pelo colorista Luke Cahill da Different da Design;
  • “Killing Ground” pelo colorista Billy Wychgel;
  • “L.A. Times” pelo colorista Aaron Peak of Wildfire Finishing, com edição online pelo DaVinci Resolve Studio feita pela Wildfire Finishing e pelo editor John-Michael Powell, que também usou o Intensity Extreme para playbacks offline;
  • “Landline” pelo colorista Joe Gawler da Harbor Picture Company;
  • “Legion of Brothers” pelo colorista Brian Hutchings da Different by Design;
  • “Look and See: A Portrait of Wendall Barry” pelo colorista Daniel Stuyck;
  • “Manifesto” pelo colorista e supervisor de pós-produção Jan Schöningh;
  • “The Mars Generation,” pelo colorista Robert Crosby da Neptune Post;
  • “Motherland” pelo colorista Daniel Stuyck;
  • “Mudbound” pelo colorista Joe Gawler da Harbor Picture Company;
  • “My Happy Family” pelo colorista Philip Whitfield da WeFadeToGrey;
  • “The New Radical” pelo colorista Nat Jencks;
  • “NOBODY SPEAK: Hulk Hogan, Gawker and the Trials of a Free Press” por Luke Cahill da Different by Design;
  • “Novitiate” pelo colorista Andrew Francis da Sixteen19;
  • “Oklahoma City” pelo colorista Chris Connolly;
  • “Pineapple” pelo colorista Robert Louis Garza;
  • “Rebel in the Rye” pelo colorista Steven Bodner da Light Iron;
  • “RED DOG: True Blue” pelo colorista Dee McClelland da Soundfirm;
  • “Rise” pelo colorista Ryan Ruskay do VICE Canada;
  • “RUMBLE: The Indians Who Rocked the World” pelo colorista Francis Hanneman do Studio Hanneman e o colorista Tony Manolikakis da Rev13 Films;
  • “Shit Kids” pelo colorista Brennan Barsell da Cinelicious e o editor Salvador Pérez García na edição online;
  • “Sueño en otro idioma (I Dream in Another Language)” pelo colorista Phaedra Robledo da Cinema Maquina;
  • “TAKE EVERY WAVE: The Life of Laird Hamilton” pelo colorista Kevin Cannon da Different by Design;
  • “Tokyo Idols” pelo colorista Francis Hanneman do Studio Hanneman;
  • “Unrest” pelo colorista Andrew Balis da Different by Design;
  • “Where is Kyra?” pelo colorista Joe Gawler da Harbor Picture Company;
  • “Whose Streets?” pelos coloristas Adam Inglis e Tif Luckenbill da Post Factory;
  • “World Without End (No Reported Incidents)” pelo colorista Jason Crump da Metropolis Post

 

Deixe seu comentário

comentários

Tagged under: , , ,

Pin it

Graduado em Imagem e Som pela Universidade Federal de São Carlos, já passou por diversos ramos da comunicação e atuou no Brasil e Canadá. Atualmente trabalha em São Paulo onde executa as funções de filmmaker e editor.

Back to top
[i]
[i]