VoCo – A Adobe foi longe demais?

Segundo a própria Adobe, VoCo é uma tecnologia que permite mudar palavras em uma voz e para isso não é necessário nada além de digitar algumas linhas de texto. Veja:

O responsável pela apresentação não dá muitos detalhes de como a tecnologia funciona, mas pelo que foi possível entender a Adobe desenvolveu formas de analisar um discurso com pelo menos vinte minutos de material para reproduzir a fala do seu emissor sem grandes distorções.

A partir desta análise e com o aperfeiçoamento de várias outras tecnologias que, inclusive, já temos disponíveis no nosso dia a dia, foi possível desenvolver um sistema que recria frases e palavras com a voz da pessoa analisada e sem que ela necessariamente esteja presente.

Longe demais?

A pergunta que não quer calar é: a Adobe foi longe demais? Hoje conhecemos ferramentas como a transcrição de áudio automática do Youtube e o próprio Google tradutor que oferece uma ferramenta de voz digital, no entanto, essas ferramentas ainda estão longe de serem perfeitas e são facilmente detectáveis pelas pessoas.

Quando a Adobe trabalha duro (como eles mesmo dizem no vídeo) para tornar a diferença nessa voz criada digitalmente imperceptível, ela abre margem para um campo enorme de possibilidades e problemas. Desde artistas tendo suas vozes utilizadas em vídeos ou anúncios que eles nem sabem que existem, até outros problemas muito mais graves que um arquivo de voz pode gerar judicialmente.

O que você acha do novo recurso da Adobe? Sua implementação traz mais possibilidades positivas ou negativas? Deixe sua opinião nos comentários.

Deixe seu comentário

comentários

Tagged under: , , ,

Pin it

Graduado em Imagem e Som pela Universidade Federal de São Carlos, já passou por diversos ramos da comunicação e atuou no Brasil e Canadá. Atualmente trabalha em São Paulo onde executa as funções de filmmaker e editor.

Back to top
[i]
[i]