Grids e colmeias – Controle da luz

Os grids não fazem parte apenas da fotografia, eles estão presentes no nosso dia a dia como, por exemplo, nas luzes de muitos edifícios comerciais.

Em inglês eles são chamados de “egg crates”, que signifca “caixa de ovos”. Já no Brasil o nome mais comum para estes acessórios é “grid”, eles são aquela espécie de grade muito vista em softboxes e no teto de alguns escritórios por aí, sua principal função é diminuir a área de incidência da luz.

Hurlbut sempre reforça a importância de trabalhar com material um pouco subexposto em sensores digitais, as razões detalhadas você pode conferir no nosso post sobre a latitude em subexposição da GH4, onde também utilizamos o trabalho de Shane como base. Mas para obter a subexposição com agilidade muitas vezes um dimmer é necessário.

Qual a importância do dimmer?

Uma luz com dimmer possui várias vantagens em relação às que não apresentam esta opção. Por exemplo, para alterar a incidência de luz em refletores sem esta opção teríamos de adicionar ou remover difusores manualmente, o que toma muito mais tempo que apenas ajustar a potência da luz.

Há também a opção de desligar as luzes necessárias para obter a exposição, este caso é ainda mais problemático, pois diminui consideravelmente o espaço de emissão de luz, o que pode gerar uma subexposição acentuada em áreas que você quer bem expostas na imagem.

Grids (egg crates)

Há várias maneiras de controlar a incidência de luz, sendo que algumas delas são bem mais precisas que a utilização de grids. No entanto, este acessório é muito útil quando não há uma equipe grande ou equipamentos suficientes para “bandeirar” a luz.

A utilização deste tipo de grid é muito comum em ambientes fora da gravação, como prédios e áreas comuns. No caso do cinema ou fotografia sua principal utilização é para controlar a área de incidência da luz, o vídeo abaixo também ilustra como os grids diminuem esta área.

Além disso, com sua utilização é possível obter a dinâmica de controle parecida a de uma luz dura, mas com o resultado de uma luz macia.

Colmeia (Honeycomb)

Com o uso da Colmeia o controle da luz é ainda maior, no exemplo podemos ver como Shane mantém uma luz macia e bem direcional com o uso do acessório. No caso do Tegra utilizado há ainda o detalhe para o difusor de pano que evita qualquer barulho indesejado durante as gravações, além da colmeia de velcro que facilita o encaixe.

Trabalhando sozinho

O Kino Flo do exemplo custa cerca de $1400, mas conhecer as aplicações do grid e colmeia associados a refletores LED, muito mais acessíveis no mercado, pode ser um divisor de águas em gravações onde a “equipe” é formada por apenas uma pessoa.

Ter entre os equipamentos algumas luzes com dimmer, grids e colmeias pode facilitar muito na hora de produzir com maior qualidade e controle da luz. E você, usa alguma dessas táticas para conseguir obter os resultados que deseja?

Deixe seu comentário

comentários

Tagged under: , , , , ,

Pin it

Graduado em Imagem e Som pela Universidade Federal de São Carlos, já passou por diversos ramos da comunicação e atuou no Brasil e Canadá. Atualmente trabalha em São Paulo onde executa as funções de filmmaker e editor.

Back to top
[i]
[i]