Como Funciona o Set de Gravação

O Set de gravação é um universo a parte para quem entra nele pela primeira vez, muitos protocolos, rotinas e departamentos diferentes interagem em um ou vários dias de gravação e fazer parte desse mecanismo complexo sem saber muito bem qual a sua função pode te deixar perdido entre os profissionais, então que tal aprender um pouco mais sobre como funciona tudo?

Antes de começarmos cabe ressaltar que a estrutura citada é um padrão da indústria e que existem pequenas variações, principalmente em produções menores. Não é obrigatório ou mesmo saudável profissionalmente entender tudo como regras imutáveis, o ideal é sempre estudar muito, absorver conceitos e saber aplicá-los de acordo com as necessidades da sua produção.

O Formigueiro

Um set de filmagem pode parecer muitas vezes um local tranquilo e com as tarefas fluindo de maneira orgânica, para quem vê de fora é quase como um formigueiro com tudo acontecendo naturalmente. Em uma gravação na praia, por exemplo, podemos ter toda a equipe com regatas ou mesmo sem camisa e descalça, parece simplesmente uma reunião de pessoas que fazem filmes. Mas o que está implícito ali é na verdade uma série de protocolos muito claros e definidos sendo executados por cada indivíduo respeitando sua área e função. Pode parecer paradoxal, mas na arte questionadora do cinema o set de gravação obedece uma hierarquia e rigidez quase militares.

Geralmente a posição de entrada para qualquer recém-formado ou aspirante a profissional em um set é como Assistente de Produção, bastante conhecido por sua sigla em inglês: PA (production assistant) ou outras assistências. Como assistente de produção você poderá falar sobre os direitos de imagens para figurantes e colher as assinaturas deles nos contratos, garantir que pedestres desavisados não invadam a gravação quando ela estiver ocorrendo em algum lugar movimentado, fazer café, buscar algo que falta de carro, a sua lista de tarefas é quase interminável.

Sendo Contratado

O primeiro passo para estar em um set é conseguir participar de alguma produção, seja ela remunerada ou não. Fora do Brasil é muito utilizado o site Craigslist, onde são postadas posições de trabalho ou “freelas”, e é uma ótima opção para quem ainda não tem tantos contatos. Já no Brasil as primeiras oportunidades podem ser obtidas através de grupos na internet, fóruns ou por meio de amigos em comum.

Algumas produções fecham sua assistência com alguma antecedência e passam as possíveis datas de gravação (pensando em produções independentes) neste primeiro contato, depois disso você pode ficar semanas recebendo apenas alguns e-mails de atualização da produção até que, geralmente no dia anterior à gravação, você receberá por e-mail um documento essencial: a ordem do dia.

Não é raro você receber uma ligação perguntando se você pode ser assistente de produção no dia seguinte ou até mesmo no próprio dia, então celular e e-mail deve estar sempre a postos caso você não queira perder nenhuma oportunidade. Manter seu calendário atualizado com seus dias de freela vai ajudar a não se perder em meio a muitas diárias diferentes.

O que é a Ordem do Dia?

A Ordem do Dia é um documento essencial para a produção, nela estão os planos que serão feitos, elenco necessário para a diária, horário de chegada da equipe e outras informações. Nela há os telefones dos principais responsáveis pela produção, assim como os da equipe juntamente com seus e-mails, desta forma todos sabem os contatos de todos. Caso ocorra algum imprevisto você consegue informar, por exemplo, o gerente de produção ou então outro assistente de produção.

exemplo ordem do dia

Exemplo de Ordem do Dia Básica

Apesar de pequenas adaptações, toda ordem do dia terá algumas informações essenciais, que são:

  • Nome da produção: profissionais de cinema trabalham em muitas produções ao mesmo tempo e suas gravações podem ser em dias separados, então identificar a sua produção é essencial.
  • Data e dia de gravação: preferencialmente a data com com o dia do mês e da semana e qual o dia da gravação pelo calendário de produção, por exemplo, dia 7 de 12.
  • Nomes do produtor, diretor e primeiro assistente de direção: estas três são as pessoas mais importantes no set, por isso seus nomes vão no canto superior esquerdo.
  • Nascer e pôr do sol, tempo e local de gravação: é costume colocar a previsão do tempo para o dia e os horários de nascer e pôr do sol, junto com o local de gravação pode ser inserido um mapa ou instruções que facilitem quem vá de carro, como estacionamentos próximos ou transporte público. Caso haja mais de uma locação, haverá números indicando a ordem de gravação, em grandes produções haverá informações como vans e ônibus de deslocamento.
  • Notas especiais: logo abaixo do cabeçalho você pode inserir notas em gravações especiais como presença de dublês, explosões, detalhes da locação, etc.
  • Ordem do Dia: na sequência temos literalmente a ordem do dia, que pode começar com a chegada da primeira equipe, chegada de outro departamento, chegada de atores, gravações, almoço (o almoço padrão ocorre sempre seis horas após o início da chegada da equipe), deslocamento para outra locação e tudo mais que irá ocorrer no dia. Assim como as páginas do roteiro gravadas, atores presentes, objetos de cena específicos, tudo isso será detalhado nessa parte.
  • Atores do Dia: nesta parte estão inseridos os atores que gravarão no dia, eles são citados pelos seus nomes reais e personagens, assim como geralmente definidos por números individuais. Há também especificações sobre o trabalho do ator, seguindo os termos em inglês temos:
    • SW (Start Work) – Significa que é o primeiro dia do ator no set do filme, série, etc.
    • W (Work) – Significa que ele já vem gravando com a equipe.
    • WF (Work, Finish) – Significa que é o último dia do ator no set.
    • SWF (Start, Work, Finish) – Significa que é um ator com uma diária apenas.
  • Restante da Equipe: finalmente temos o nomes de pessoas como diretor, diretor de fotografia, produtor e horário de chegada para cada um no set.
  • Hospital mais Próximo: essa é uma das informações mais importantes e deve ser o hospital geral com emergência mais próximo à locação, não é possível ser um hospital especializado e sem emergência, pois obviamente caso você precise do hospital, será em uma emergência.

Muito coisa, né? Pode haver pequenas adaptações de acordo com as necessidades do dia, mas em geral uma ordem do dia terá todas essas informações. Apesar de estar em inglês o vídeo a seguir é bem didático para exemplificar a aplicação de uma ordem do dia:

Assistentes de Direção

Muitos que querem ser diretores pensam em ser assistentes de direção no começo de carreira, o que é preciso deixar claro é que tanto o primeiro quanto o segundo assistente de direção possuem trabalhos que são muito pouco criativos.

O 1º assistente de direção em conjunto com o gerente de produção (unit production manager, em inglês) são as figuras mais importantes no set abaixo da linha dos diretores, é o 1º AD quem reúne a equipe e dá instruções de segurança no começo do dia, cuida de muitos pormenores e mantém o filme dentro do prazo, é ele que fala com todas as equipes.

O 2º assistente de direção muitas vezes sequer pisa no set durante algumas diárias, seu papel é manter as gravações dentro do prazo e ir preparando a ordem do dia do próximo dia, lembrando que isso não é uma ciência exata. Podem haver atrasos, mudanças no clima, por isso a ordem do dia seguinte é sempre fechada geralmente na noite anterior, ele também ajuda no gerenciamento do elenco, levando atores para o figurino e maquiagem, etc.

Por que Horários de Chegada Diferentes?

É comum ver uma ordem do dia onde os assistentes de produção e maquinária deveriam chegar na locação cinco da manhã e o diretor ou ator só nove horas. Calma, isso não é preconceito ou descaso com alguma função.

A escolha dos horários é feita de acordo com a necessidade das pessoas no set, imagine uma equipe de duzentas pessoas com todas chegando cinco da manhã, algumas com muito trabalho para fazer e outras que não teriam trabalho até dez da manhã. Isso iria gerar confusão, dispersão, caos!

Acostume-se, se você é assistente de produção provavelmente será sempre o primeiro a chegar e o último a parar de trabalhar, serão sempre longas jornadas (de mais de 13h) em pé, por isso seja esperto, vá sempre com tênis e roupas confortáveis, se prepare para frio, chuva ou mudanças climáticas, quanto mais preparado você estiver, menos “perrengue” terá de passar.

Walkie-Talkies

Uma curiosidade interessante é que quem não está habituado com o ambiente de um set grande pode acabar estranhando o uso de walkie-talkies pela equipe. Geralmente você pega o seu (fornecido pela produção) logo no início do dia e será o responsável por ele até sua entrega ou então você é o responsável pela distribuição caso seja algum dos assistentes de produção. Pode parecer algo simples, mas desde a distribuição até a utilização, os walkie-talkies são cercados de protocolos de utilização.

Walkie talkies são essenciais em sets e locações muito grandes, é inimaginável parar tudo e ficar gritando por um assistente de produção para ajudar em alguma coisa ou então ficar perguntando para todo mundo onde estaria uma pessoa específica. Se você trabalha na equipe de maquinária e fotografia provavelmente vai querer comprar um coldre para seu walkie-talkie, assim como um um fone de ouvido, pois boa parte do tempo você estará com as mãos ocupadas ou em cima de estruturas.

A Hierarquia no Set

A hierarquia está muito presente e é muito respeitada em um set, pois sem ela a gravação seria um caos. Vamos continuar pensando que você foi chamado como Assistente de Produção em uma gravação razoavelmente grande, com atores famosos e caros e equipe com mais de quarenta pessoas no set.

  • Trabalhando com famosos: em primeiro lugar o set está longe de ser um local para tietagem, claro que as coisas não são levadas a ferro e fogo, mas geralmente seu contato com os atores principais será bem curto. Toda gravação tem um cronograma super apertado, imagine os atores batendo papo e tirando fotos com os próprios membros da equipe? Atrasos e mais atrasos.
  • Conheça seu “chefe”: sendo da equipe de produção geralmente seu superior imediato será o chamado Gerente de Produção ou Produtor, então quaisquer questões ou problemas deverão ser passados a ele e aí sim poderão chegar ao conhecimentos dos denominados “cabeças” de área que são o Diretor, Diretor de Fotografia, etc. A exceção é quanto à segurança, neste caso você deve alertar qualquer pessoa caso tenha alguma preocupação.
  • Cuidado ao tentar mostrar conhecimento: quando estamos começando nosso desejo de mostrar que sabemos mais do que fazer café e colher assinaturas é muito grande, mas o set também não é um local muito aberto a discussões técnicas, ainda mais se você nem estiver na equipe da área em que estiver dando opiniões. Tente não invadir outros departamentos, mesmo que sua intenção seja ótima e só dê pitacos técnicos se alguém pedir sua opinião explicitamente.
  • Não tire nada do lugar sem perguntar ao responsável: sempre pergunte antes de mexer no trabalho dos outros, nunca desligue nada da tomada sem perguntar à elétrica, nunca plugue nada em um tomada sem perguntar à elétrica, essa é a área deles e só eles podem te garantir que você desligará ou ligará algo com segurança. Isso vale para todos os outros setores, você não tira nada do lugar sem perguntar a alguém daquele departamento antes, isso garante organização e que as coisas de um departamento não sumam.
  • Cuidado com o celular: a postura durante a gravação também é muito importante, geralmente você deixará seu celular no trailer e haverá um telefone único com o primeiro assistente de direção caso alguém precise ligar para você em caso de emergência. A razão para isso é que além das interferências elétricas que celulares geram, eles mesmo no modo vibratório chamam muita atenção. Caso mantenha seu celular tenha bom senso, não fique mexendo nele mesmo que você esteja sem fazer nada.
  • Saiba trabalhar com atores: um último ponto é o trabalho com atores, não esqueça que apesar de serem profissionais, eles precisam se concentrar e entrar no personagem para as cenas. Então quando a equipe se prepara para a gravação todos param, pois além do áudio, não é legal várias pessoas correndo para lá e para cá enquanto o ator está tendo um diálogo denso em cena, outro ponto interessante é evitar cruzar o olhar com os atores nesse momento. Caso você esteja de frente para o ator não fique olhando nos olhos deles sem parar, isso chama a atenção dos seres humanos e pode acabar tirando ele da cena, lembre-se que cinema é diferente de teatro, no nosso trabalho o ator quer convencer através de detalhes em uma tela e não uma plateia que o assiste.

Vale ressaltar que toda a rigidez citada acima está presente em sets muito grandes, em sets menores ainda há a hierarquia, mas não tão rígida.  Nos sets grandes provavelmente você irá aprender observando as outras equipes e se mantendo atento a tudo que ocorre, já nos menores geralmente esse aprendizado é mais orgânico, com você participando mais da resolução de problemas que não são apenas da sua área.

Só o Começo

Tudo que foi citado neste post é apenas parte de todos os protocolos e guias seguidos durante uma gravação, há muito mais a ser explorado e colocado em prática por quem está começando na indústria. Achou algo curioso? Deixa nos comentários pra gente.


http://www.videomaker.com/videonews/2015/11/the-importance-of-call-sheets

http://nofilmschool.com/2016/03/everything-you-need-know-about-working-call-sheets-under-4-minutes

https://howtofilmschool.com/how-to-film-schools-guide-to-film-set-etiquette/

https://howtofilmschool.com/walkie-talkie-etiquette/


 

 

Deixe seu comentário

comentários

Pin it

Graduado em Imagem e Som pela Universidade Federal de São Carlos, já passou por diversos ramos da comunicação e atuou no Brasil e Canadá. Atualmente trabalha em São Paulo onde executa as funções de filmmaker e editor.

Back to top
[i]
[i]