Vale a pena fazer faculdade de cinema?

Sem dúvida alguma essa é uma das questões mais presentes entre todos os candidatos a cineastas do futuro. Afinal, vale a pena fazer faculdade de cinema?

Depositphotos_73314465_original

Com a internet o nível de compartilhamento de conhecimento sobre cinema e produção audiovisual aumentou consideravelmente e com a criação de sites como o famoso NoFilmSchool (quase um grito ao movimento “sem universidade”) a questão sobre a importância ou não da faculdade de cinema tem se mantido como uma das mais recorrentes para jovens ou mesmos profissionais da área que ainda não possuem uma graduação.

Como tudo na vida não há um caminho certo ou errado a ser traçado, mas há alguns pontos ou motivos para sua escolha que podem prejudicar ou atrasar tanto o seu desenvolvimento profissional quanto pessoal como artista, pois estes são pontos que você só nota com o tempo e experiência. Tendo feito faculdade meu ponto de vista seguirá por este caminho da graduação (que contém várias ressalvas e vale um post todo só sobre ela principalmente em universidades públicas onde os recursos não chegam tão rápido), mas não deixe de dividir suas experiências conosco nos comentários, o que você sente do mercado enquanto graduado ou não na área de cinema!

Deixe seu ego em casa

                Ao contrário do que muita gente de fora pensa, ego e cinema são coisas que não funcionam nada bem em conjunto. Quando queremos ser artistas e contadores de histórias, nos fecharmos a qualquer conhecimento ou inspiração que possa nos atingir é quase como um suicídio lento, achar que uma faculdade de cinema acrescenta pouco ao seu conhecimento é como achar que saber fazer um carrinho de rolimã te torna apto a projetar um carro de fórmula um. É incrível como essa linha de pensamento está sempre presente em fóruns sobre estudar cinema, você pode ter vários motivos para não poder ou querer cursar uma faculdade de cinema no momento, mas se um dos principais é achar que seus colegas e professores não podem acrescentar muita coisa, talvez seja hora de repensar sua abordagem enquanto artista, pois seu ego pode estar matando várias oportunidades.

Faculdade não te garante nada

                Isso é fato, possuir um diploma na área de cinema não irá garantir absolutamente nada a você, mas convenhamos, nenhuma coisa no mundo te garante algo na área de cinema, você pode ser ótimo na sua função e ter anos de experiência, mas pode não ter os contatos certos para alguns trabalhos, a combinação de variáveis para ser tornar um profissional reconhecido na área é tão variada e inexata que nada pode te dar certeza de trabalho o tempo o todo. No entanto uma boa universidade irá te oferecer a oportunidade de crescimento intelectual e pessoal, além da criação de uma rede de contatos única (só na sua sala serão cerca de trinta pessoas tentando entrar na mesma área que você) e com o tempo você vai aprendendo que em cinema o fato de ser lembrado e conhecer pessoas é uma das principais formas de conseguir oportunidades durante toda sua carreira. Portanto faculdade não garante nada mesmo, mas ajuda em muitos aspectos.

Não use exceções como regras

                É incrível o número de pessoas que gostam de tomar exceções como regras para basear suas escolhas, mas isso geralmente é perigoso quando falamos do seu futuro profissional. Há pessoas importantes na indústria do cinema sem formação acadêmica?  Sim! Mas uma boa parte possui algum tipo de formação e o motivo é simples, ao entrar em uma faculdade de cinema você começa a traçar uma trilha para dentro da área, pode levar até alguns anos para se inserir de maneira convincente, mas seu currículo, formação, amigos de faculdade, contatos, tudo te leva de alguma forma para dentro deste mundo.

Depositphotos_12303908_original

Como poderia ser em um mundo teórico perfeito

                A teoria sempre será mais bonita e clara que a prática, mas tendo passado quatro anos em um bacharelado de cinema e mais alguns trabalhando com vídeo, eu diria que o mundo ideal seria muito próximo a isso quanto a conseguir conciliar carreira e universidade:

Faça uma boa universidade: Seja ela pública ou privada, tente entrar e fazer parte de uma boa universidade, geralmente boas universidades atraem bons alunos que podem gerar ótimos contatos ao final do curso. Além do nível de exigência ser maior, o que te ajuda a elevar o nível da sua produção dia a dia.

Estude em uma área de produção intensa: Não há como enfatizar mais a importância disso, muitas vezes uma ótima faculdade fora do eixo de produção audiovisual de alto nível pode colocá-la no mesmo nível de uma faculdade mediana que está inserida no eixo, pois você basicamente se isola por quatro anos enquanto cursa sua ótima faculdade, neste meio tempo vários alunos da faculdade mediana podem ter chances de assistências em grandes produções pelo fato de estarem no lugar e hora certos (e eles merecem tanto quanto você, nunca se esqueça de manter seu ego longe), mas pensando de maneira competitiva, fique atento a isso. No Brasil o melhor seria cursar em São Paulo ou Rio de Janeiro e se você tem cacife para estudar fora tente lugares como Los Angeles e Nova Iorque nos EUA e Vancouver ou Toronto no Canadá.

Conheça sua universidade: Existem ótimas universidades e cursos de um a quatro anos de duração, tudo dependerá da sua abordagem e o que você busca enquanto profissional. Geralmente os cursos curtos são mais práticos e buscam tornar seus alunos eficientes em uma área de atuação. Já os de quatro anos contêm uma abordagem mais ampla passando por todas as áreas de atuação do cinema assim como bem mais teoria.

Mescle muito trabalho e estudo: Pronto, você entrou em uma ótima universidade e ela fica em uma cidade com produção de alto nível rolando sempre, agora seu próximo passo é simples: Desde o primeiro dia de faculdade fale para todo mundo que quer ajudar em qualquer coisa, sério, qualquer coisa! Esteja você no último ou primeiro ano de faculdade, um set de alto nível irá lhe oferecer sempre uma posição de assistência básica, então não perca tempo esperando aprender as coisas na universidade antes. Tente sempre manter um esquema onde estará gravando quando não estiver estudando.

Claro que na prática isso não é nem um pouco simples, mas é possível. Fazendo isso você começa a construir seu nome desde cedo e quando terminar a faculdade poderá se manter financeiramente sem muitos apertos, pois você já “vendeu seu peixe” por três ou quatro anos, muita gente te conhece e isso é vital nesta indústria.

Siga o que você acredita

Apesar do clima de autoajuda esse é um dos clichês mais verdadeiros para se dar bem em qualquer área, se você acredita que é melhor seguir fazendo assistências desde a adolescência até conseguir se estabilizar um pouco na área, então faça isso. Apenas tente evitar decisões baseadas no ego. Por maior que seja sua evolução em poucos anos, saiba sempre que há pessoas por aí que tem mais anos de set do que você tem de idade e que há professores nas universidades que já eram doutores antes mesmo de você colocar os pés neste planeta.

Lembre-se sempre que cinema é uma área de muito trabalho e resiliência e que o fato dos seus filmes autorais serem bem ruins no começo não quer dizer que você não tenha talento, cinema é uma arte extremamente técnica e o processo entre passar o que você tem em mente para imagens condizentes com isso pode levar anos de muita prática e falhas grotescas, é assim que todos nós crescemos, estudando e praticando.

E você? Fez faculdade de cinema ou trabalha com cinema sem ter feito faculdade? Compartilhe sua experiência e opinião nos comentários!

Deixe seu comentário

comentários

Tagged under: , , ,

Pin it

Graduado em Imagem e Som pela Universidade Federal de São Carlos, já passou por diversos ramos da comunicação e atuou no Brasil e Canadá. Atualmente trabalha em São Paulo onde executa as funções de filmmaker e editor.

Back to top
[i]
[i]