Um ano após anúncio, Pixar lança a versão gratuita do Renderman

Após longa espera, a Pixar disponibiliza a versão gratuita, para uso não-comercial, do software responsável pelo incrível visual de seus filmes e vários outros blockbusters.

A versão contém praticamente todos os recursos, e não coloca nenhuma marca d’água nas imagens geradas.

De acordo com a licença, a versão gratuita pode ser utilizada em projetos pessoais, pesquisa, educação e criação de plug-ins.

Antigo, mas tecnologicamente avançado

O PIXAR Renderman é um dos mais antigos e confiáveis softwares de efeitos visuais, com 25 anos de idade. E para continuar sendo responsável pelas imagens mais incríveis que a computação gráfica pode criar, ele recebe atualizações tecnológicas frequentemente, estando já na versão 19.

Tecnologia RIS

A última versão do Renderman adicionou um novo algoritmo de render chamado RIS.

ovIntegratorO RIS vêm para complementar o antigo sistema REYES, que apesar de extremamente capaz, tinha dificuldades nos cálculos por traçado de raios (raytracing), importante para reflexões, iluminação indireta e volumes.

Por causa disso das limitações do REYES, o software vinha perdendo terreno para a competição, principalmente os rivais V-Ray e Arnold.
Uma das grandes vantagens do RIS é permitir que a cena seja renderizada progressivamente: a imagem começa como se estivesse em baixa resolução, e aos poucos vai convergindo para o resultado final. Cada iteração aumenta a qualidade, e reduz o ruído.

ovRendererDesse modo, artistas conseguem trabalhar muito mais rapidamente, pois podem enxergar as alterações feitas em uma fração do tempo necessário para a imagem final.

Além disso, o resultado é bem mais previsível do que ficar ajustando diferentes configurações para renders de teste e renders finais.

Materiais mais simples e realistas

Novos shaders foram adicionados, e facilitam a criação de materiais mais fidedignos ao mundo real, principalmente quando a superfície tem múltiplas camadas como pinturas metálicas e objetos envernizados.

materiais_renderman

Além disso, a inclusão de presets como vidros e metais dão uma base sólida para que o artista customize os seus próprios materiais.

Conecta-se ao Maya e Katana, e em breve no Cinema 4D e Houdini

O Renderman não é capaz de criar modelos e animações por si próprio, e precisa da ajuda de outros softwares para cumprir essa tarefa.

Inicialmente, o Renderman Non-Commercial está sendo oferecido com plug-ins para o Maya e para o The Foundry Katana, mas considerando que esse último é vendido apenas a estúdios, na prática, apenas usuários do Maya irão se beneficiar do novo render.

lmDiagram_small

A Pixar planeja disponibilizar plug-ins para mais 2 softwares de criação: Cinema4D e Houdini. No entanto, não existe previsão de quando eles estarão prontos.

Outros softwares que poderiam se beneficiar do Renderman são o 3DS Max, Modo, Rhino, Lightwave e mesmo o Blender, mas não existe nada confirmado ainda,

Como baixar o Renderman gratuito?

Para baixar o software, basta acessar o site da empresa e seguir o passo a passo: http://renderman.pixar.com/view/non-commercial-renderman

Como pretende utilizar o Renderman?

Com esse lançamento da PIXAR, o que muda para você? Conte nos comentários os projetos que fariam com essa ferramenta.

Deixe seu comentário

comentários

Tagged under:

Back to top
[i]
[i]