Como as câmeras da Sony são feitas

Quer saber como essas maravilhas tecnológicas são montadas? Um repórter da RedShark News conseguiu acesso à uma das fábricas da Sony, no País de Gales (Reino Unido) e conta todo o tour feito na moderna fábrica.

Como a Sony faz suas câmeras

Há uma longa história da Sony produzindo equipamentos nessa aérea. Cerca de 20 anos atrás, uma TV Trinitron era produzida a cada 8 segundos. As telas de LCD mudaram a cara da indústria e agora, aqui em Pencoed, o foco é na produção de equipamentos da Sony para produção de vídeos, como a PMW-200. A logística da fábrica e a eficiência dos trabalhadores é tão alta, que eles são capazes de produzir a custos mais competitivos do que na Ásia.

E o jeito que eles fazem isso é fascinante. É um processo de melhoramento continuo, guiado tanto pelo feedback dos consumidores da Sony, quanto desenvolvendo sistemas que maximizam o abundante talento dos que trabalham lá.

External_view_of_factory

Como o Feedback Funciona?

Aqui é um dos exemplos como o feedback funciona. O centro tem um departamento de reparos, onde um profissional pode trazer seu equipamento e ele ser consertado na hora, ali mesmo. Isso é muito raro pra uma fábrica, e logicamente os custos não são baixos. Mas por outro lado, isso permite a Sony saber exatamente se existem algum problema recorrente, e se isso for uma falha do design, a cadeia de produção pode ser alterada rapidamente para evitar que isso aconteça outras vezes. O contato com os consumidores também traz ideias para melhorias nos equipamentos.

Tecnologia nas câmeras modernas

No momento que chegamos na fábrica, existe uma sala de limpeza, onde os “Optical Head Blocks” para as câmeras são calibrados. Esses blocos consistem de 3 sensores em torno de um sistema ótico, com um prisma no centro. A luz atinge o prisma e é separada em vermelho, verde e azul, sendo que cada feixe é desviado para um sensor diferente. Aqui, e em repetidas vezes durante o resto do nosso tour, a precisão é fundamental.

Technology-in-the-Modern-Camcorder

 

 O valor da experiência

A experiência conta aqui O processo estava sendo feito por um técnico vestido da cabeça aos pés numa vestimenta azul, feita para evitar quaisquer partículas de poeira. Seu trabalho era usar ferramentas incrivelmente precisas para alinhar o sensor perfeitamente. Isso era uma das partes difíceis. A segunda parte era manter tudo no lugar.

E não dá simplesmente para soldar tudo. Estamos falando de medidas tão pequenas, que respirar poderia mudar os componentes de posição. A solução é mandar choques de micro-ondas, que duram cerca de 20 segundos logo após a calibração ser feita. De todas as salas visitadas, essa era de longe a mais limpa.

Linha de montagem das câmeras

E então, nós fomos para a linha de montagem, que consiste exatamente de 1 pessoa. Aposto que você imaginava uma esteira, com 20 ou 30 pessoas, mas não é assim que é feito em Pencoed.

Primeiro, eles não produzem tantas câmeras assim como se espera de uma linha de produção. São fabricadas alguns milhares, ou dezenas de milhares de câmeras, mas não milhões, como acontece com o iPhone. Isso significa que existem tempo para cada pessoa aprender como monta a câmera inteira.

Camera_Assembly

Séries de Testes

Nenhum computador pode tomar o lugar da experencia que muitos desses trabalhadores acumularem nesses quase 20 anos que a fábrica existe em Pencoed.

Quando as câmeras são montadas, elas são testadas fisicamente e oticamente. No fim, o firmware (sistema) é carregado e elas são testadas novamente.

PCB_Made_on_Site

Complexidade

Antes delas serem montadas, cada placa de circuito impresso tem que ser fabricada. Aqui é o ponto que a ficção cientifica parece dominar, porque o que acontece aqui nessa hora, vai fazer muitos desacreditarem como isso é feito.

Hoje, a maioria dos componentes é montados na superfícies da placa, o que significa que eles são colocados na posição correta, e os conectores são aquecidos até que a solda derreta. Isso significa que as conexões podem ser muito pequenas. Alguns chips podem ter centenas ou milhares desses pequenos conectores. Cada conector tem que tocar a placa numa posição especifica, então não existe espaço para erros ou imprecisão.

Para aumentar a densidade ainda mais, a maioria das placas são multi camadas.Nós vimos placas com até 8 camadas, o que significa 7 camadas de conexões eram feitas abaixo da parte visível da placa. Os pinos dos chips entram na placa, e conectam essas camadas como uma grande e complexa teia tridimensional.
Humanos não fazem isso. O processo é totalmente automatizado e inacreditavelmente rápido. E mesmo assistindo ao vivo, ainda assim muita coisa não faz sentido como está sendo montado.

SONY DSC

Produtos não-Sony

A Sony não produz apenas seus próprios produtos na fábrica. Eles acumularam tanta experiência de fabricação e engenharia, que foi possível monetizar isso permitindo outras companhias menores usarem seus recursos. Isto mantém a fábrica com custos baixos e sempre competitiva, ao mesmo tempo que permite pequenas empresas iniciarem seus negócios usando tecnologia de ponta, tanto na fabricação, quanto no design. Muitos já escutaram sobre a revolução do computador Raspberry Pi – um computador completo que roda Linux, por menos de 30 dólares – eles são feitos aqui, e os negócios da empresa estão crescendo muito.

Mais do que tudo, essa fábrica da Sony vai contra os estereótipos que tudo eletrônico deve ser produzido na Ásia, e que qualidade deve superar quantidade. O que vimos na fábrica da Sony foi precisão, habilidade e dedicação, e voltamos pra casa nos perguntando porque essas câmeras não são mais caras.

O artigo completo e original em Inglês está disponível “This is how Sony makes cameras” pela RedShark News.

Artigos Relacionados

Deixe seu comentário

comentários

Tagged under: ,

Back to top
[i]
[i]